domingo, 3 de maio de 2009

Pedra Por Pedra

Eu tenho planos, grandes planos
Eu estou construindo uma casa para você
Cada pedra foi uma lágrima
E você nunca mais irá ir embora

Sim, eu estou te construindo uma pequena casa
ela não tem janelas, e nem portas
Por dentro dela brotará a escuridão
E nenhuma luz ousará entrar nela

Sim, eu estou construindo uma casa para você
e você fará parte dela

Pedra por Pedra
Você se tornou o meu muro
Pedra por Pedra
Eu vou estar com você para sempre

Sem vestido, sem sapatos,
você me observa enquanto eu trabalho
Com seus pés no cimento
você torna a construção maravilhosa

Haverá um jardim do lado de fora
e ninguém poderá ouvir você gritar

Pedra por Pedra
Você se tornou o meu muro
Pedra por Pedra
Eu vou estar com você para sempre

Com um esboço, sempre martelando
Do lado de fora o dia está amanhecendo
Todos os pregos se firmando
enquanto eu os prendo contra o seu corpo de madeira

Pedra

Pedra por Pedra
Você se tornou o meu muro
Pedra por Pedra
E ninguém me ouve chorar

7 comentários:

Ana Célia disse...

bonita a forma como vc escreve...mas mto depressivo esse seu poema...foi o que achei.

Daniel A. S. disse...

Poema meio estranho, meio macabro...

http://daniel.a.s.zip.net

Cristina Tosta disse...

A poesia é meio "deprê"...

heinostress disse...

Simplesmente linda a poesia!!! Amei!

Uriel disse...

Parece mais uma música traduzida, do que uma poesia em si... mas isso é um elogio, pois se parece uma música você tem mais talento para compositor do que para poeta o que pode dar muito mais alegria...



É dolorosa a maneira que tu escreve e algo meio obssessivo querer trancar alguem dessa maneira, mas para alguns é um amor bonito, para outros um amor sofrido.


Abraço e passa lá no meu se gostar, comenta
http://degaragemcast.blogspot.com
é um blog com audio e fala sobre bandas novas

Fábio disse...

você tem talento

Dom disse...

mto bom, lindo msmo... pesado e forte, triste mas lindo