quarta-feira, 1 de julho de 2009

Hora da Noite

Noite sem Lua
Parceira eterna de meus atos
Companheira sombria dos fatos
senhora calada, fria e nua.

Com teus braços frios a me levar,
Vaguei a procura de outro alguém
De lado a lado, de bar em bar
sozinho comigo e mais ninguém.

Foi num sonho que pude te ver
Senhora envolta nas brumas andava
Chamei por teu nome mesmo sem saber
que te conhecia, já te amava.

Foram passados tempos, meses ou dias
Sempre te procurando nas noites frias
me aprisionando no teu amor
feito de sonhos.................................

8 comentários:

Carlos disse...

Legal seu blog.
http://marketing-interativo.blogspot.com/

Rosangela A. Santos disse...

Muito bem escrito ..
triste .. com palavras bem colocadas ..

Abç.

PanPum Flûor disse...

muito bom!
parabens!

é persimista, mas tá muito legal

CAC disse...

Gostei deste texto,seus textos são muito bons, um abraço e fique com Deus!!!

danii disse...

triste, mas bonito.
parabéns :)
seguida.

Bado disse...

Muito interessante seu blog, parabéns.

http://blogdobado.blogspot.com

Bruno de matos disse...

achei bem legal,um pouco deprê demais,verdade,mas legal.
Tenho uma postagem no meu blog bem parecida com essa
www.conversacommeusbotoes.blogspot.com

Samira Lima disse...

De onde vc copiou esse texto? Procurei no google, mas não consigo encontrar. Achei mto bonito!