sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Declaração à Morte

Aguardo sua vinda bela dama.
Com seu rosto muitas noites eu sonhei.
Derrame sobre mim seus favores,
E para a eternidade transpassarei.

Seu rosto, não esconda mais de mim.
Sua face revele ao meu olhar.
Sorria para mim quando eu pedir,
Sua face agora quero contemplar.

Por teus beijos vivi a esperar
Pelo seu toque aguardo ansioso.
Deitar-me contigo é tudo que desejo,
Vou te encontrar, estou esperançoso.

À noite ao meu leito me recolho,
Na expectativa de te encontrar.
Pela manhã desperto, me entristeço,
Pois nesta noite não pôde me beijar.

Quando você então vir me buscar.
Deixarei de meu coração sentir.
Terei certeza que minha hora chegou.
Saberei que finalmente poderei partir.

Será para mim a mais bela das horas,
Quando minha vida se romper por tua mão.
Quando enfim, acabares meu tormento,
Oh Morte! A ti farei esta declaração.

17 comentários:

marconi disse...

Eu não procuro ser tão romântico com a morte.

Marcos Gomes disse...

acho q a morte é bastante interessante...

Lauuuu* disse...

Apesar de nao curtir mto esse lance de morte, eu adorei o texto achei o texto mto envolvente !! Lindo Parabens

Rafa disse...

Adoro esse tipo de blog mais soturno, tento dasr uma cara assim ao meu blog, embora a minha proposta é fazer uma coisa mais escrachada com um ar meio dark...

bom mas não vim aquyi falar do meu malfadado trabalho, rs

belissimo poems, esse trecho fucoy foda...
"...Por teus beijos vivi a esperar
Pelo seu toque aguardo ansioso.
Deitar-me contigo é tudo que desejo,
Vou te encontrar, estou esperançoso..."

li tb o post anterior a esse e tb tava muito bom, vamos vere se vc conseguirá manter esse nivel nos demais posts, estarei aqui conferindo, gostei mesmo...

valeu

http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/2009/10/o-sentido-do-lago.html

Aline Dexxx disse...

Bem melancólico!!

Mitti disse...

Sabe...por muitas vezes chamei pela morte e por muitas vezes ela mesma foi me visitar...

hoje em dia me arrependo muito desse pedido e gostaria de não ter medo de morrer.....

quero viver cada minuto intensamente.

Fábio Flora disse...

Parabéns pelo trabalho de escolher o vocabulário, de pensar as rimas! Valeu! Abraços e sucesso com o blog!

[Pulga] Anderson Ferreira disse...

A morte não existe. Se existe vida pós-morte, não morremos pois apenas fomos para outro lugar, se não exise vida pós-morte, não vamos saber se morremos ou não pois estaremos mortos.

[Pulga] Anderson Ferreira disse...

Enfim, que coisa mais melancolica e depressiva rsrs

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora...Desculpe usar esta canal de comunicação, mas seu perfil do orkut é bloqueado.
Há denuncia de calote contra seu blog na comunidade BLOG CALOTEIROS NÃO TEM VEZ. Verifique e resolve ( JÁ É A SEGUNDA DENUNCIA)

Mandy disse...

Acho a morte interessante!

Amore te achei na comu do blog pelo orkut... Vou te seguir, se puder passa depois lá no meu blog!

BjO

Karina Kate disse...

Eu também não procuro me declarar para a morte, bem horror isso. Mas foi um byebye.. hehe

Luiz disse...

muito legal a poesia

ja pensou em postar musicas goticas?

te seguindo...

depois de uma passadinha la no meu s epuder:

http://bacheaki.blogspot.com/

valeu!

luiz scalercio disse...

quando o homem la em cima
chama nao tem cheito
a morte vem ta.

Ѽ мαн Ѽ disse...

~~Adorei...o Blog..td
B'jOS
By^^Mááh

vikhitor disse...

umas das mais belas declarações de amor à morte que ja vi, meu parabéns, maravilhos.
Gosto de pensar na morte e poemas assim faz com que vejamos ela de forma diferente.

stella scrummiest disse...

Eu não procuro ser tão romântico com a morte. (2) hauha