segunda-feira, 1 de junho de 2009

Chorando no silêncio

Por que te amo?
Por que não consegues me amar?
No desespero te chamo
Mas finges não me escutar

Hoje morreria numa boa
Por que ao meu lado tu não está
Você já ama outra pessoa
E sei que nunca irá me amar

Meu amor está longe
Meu amor foi perdido
Meu amor em meu coração
Triste, dilacerado, enfraquecido

Sinto tanta sua falta
Você está tão distante
E o vazio dentro de mim
É ocupado pela dor constante

Meu anjo te amo tanto
Por que não conseguistes me amar?
Por ti derramo meu pranto
Contigo quero sempre sonhar.
..

7 comentários:

Cynthia disse...

Que poema lindo!
O amor, amar... tudo tratado de maneira tão simples e bonita.
Gostei.

;*

Groo disse...

Olá!

Você conhece a Florbela Espanca? É uma poetisa portuguesa...muito boa. Se não conhece, procure no google que você vai gostar!

É um estilo de poesia na linha do que você escreve sobre o amor.

Inclusive quando não é correspondido ou ele se foi...

abs!

Jessica Berdych Laviere disse...

Uauaua...que transparência de sentimentos.
Quem nunca teve um sentimento não correspondido?todos nós simples mortais se ainda não passamos por isso,um dia esse tal de amor nos pega.

Alexandre Hahn disse...

Interessante o blog, não sou muito
de poesias.. mas o poema ta legal!

Sucesso ai!

Guttwein disse...

Quem leu Crepúsculo entende perfeitamente o que leu acima... ; )

Fábio Flora disse...

"Hoje morreria numa boa
Por que ao meu lado tu não está". Nesse caso, o porquê é junto e sem acento, ok? Abraços e sucesso com a poesia!

Faguinho disse...

cara...eu odeio esse povo que fica corrigindo os outros PQP.
enfim...
putz, muito massa
gostei muito
parabéns
=D